Desafio Literário – 31 dias, 31 livros #2

Por Eduardo

DL - dia 8 - O cair da noite

Dia 8: O Cair da Noite – Isaac Asimov

Pequeno texto de Isaac Asimov. Em algum mundo ficcional, a humanidade é iluminada por três sóis, de forma que nunca há noite no mundo. Mas, um grupo de cientistas descobre que a escuridão enfim chegará. O terror e a incredulidade em torno dessa teoria é o mote do pequeno livro. Divertido, mas, talvez pelo tamanho, não chega aos pés de outros livros de Asimov, como Os próprios deuses. Continuar lendo

Desafio Literário – 31 dias, 31 livros #1

Por Eduardo

Agora em janeiro iniciei um desafio de leitura, de título auto explicativo. Essa ideia eu já vinha desenvolvendo há alguns meses, e me foi dada por um colega de trabalho, e leitor do blog, Ítallo. Resolvi pô-la em prática em minhas férias, e hoje estou já com quase 50% do desafio concluído. Neste primeiro post, pretendo dar uma visão geral sobre o desafio, e depois, sobre os livros lidos na primeira semana.

DL - Lista

A primeira coisa a se ter em mente é o tamanho dos livros, que deve variar conforme a velocidade de leitura de cada um. Estipulei para mim que, no geral, os livros deveriam ter uma média de 150 páginas. Alguns livros, como O falcão Maltês, 190 páginas, ultrapassam o limite, mas são equilibrados por outros, como Carta ao Pai, 83. Meus 31 livros somaram 4706 páginas, uma média de 152 páginas por dia. Outro ponto que busquei no desafio foi de que deveriam ser todos livros inéditos, e de 31 autores diferentes. Continuar lendo

Resenha – Diamantes são eternos, de Ian Fleming

Diamantes são eternos

Por José Reinaldo do Nascimento Filho

Terminei.

Esse ano eu me deparei com uma verdade assustadora: quase todo filme espetacular que eu já assisti foi baseado num romance. Vou citar só alguns que eu li esse ano: Ensaio sobre a Cegueira (esse eu sabia, não foi surpresa), O Poderosa Chefão (idem), A Profecia (não sabia), A Ilha do Dr. Monroe (sabia), Laranja Mecânica (sabia), O Exorcista (idem), e, por último, 007 (descobri faz pouco tempo). O que dizer a respeito disso?

Na mesma viagem que comprei F, de Antônio Xerxenesky, comprei esse romance do mais famoso espião do cinema. E não é que gostei e muito do James Bond?!!

A romance nos conta como Bond conseguiu se infiltrar e desmantelar um milionário esquema de contrabando de diamantes da África para os EUA. Aqui nós temos um aperitivo daquilo que nos deparamos nos filmes: ação, trama investigativa, personagens duas caras, a mulher linda e sombria (a Bond Girl), cenas de arrepiar e nos deixar com os nervos à flor da pele e, como não poderia faltar, aqueles vilões com peculiaridades mais do que singulares. Continuar lendo