Eric e Leslie Ludy – A prova da perfeita fidelidade de Deus

Romance à Maneira de Deus

Por Maria Déborah Ribeiro Nascimento

Como cristã, sei que na vida nada é coincidência, tudo é providência. Ao longo da minha vida, Deus já me provou isso. Não sei o exato momento em que ocorreu (sem dúvida foi na minha infância), mas fiz um compromisso com Deus: eu O deixaria escrever a minha história. Entreguei minha vida afetiva a Ele e até então, aos 19 anos, vivo esse compromisso, que é renovado a cada dia. As coisas do mundo vêm fácil e se vão com a mesma facilidade. O que é de Deus requer um processo de espera, de luta; não se ganha de graça, você tem que merecer o que pede, o que deseja: se for digno, ganhará algo que está muito além do seu sonho…

Em minha constante batalha para manter-me uma mulher de Deus, foram muitas as dificuldades, as dúvidas. Então, num certo dia, “caçando” algumas músicas e vídeos no youtube, encontrei uma música dos autores Eric e Leslie Ludy de nome “Faithfully” (Fielmente), o vídeo era legendado, portanto, enquanto eu ouvia a música, acompanhava a sua bela letra:

“Fielmente, eu sou teu
A partir de hoje até a eternidade
Fielmente, eu irei escrever
Escrever-te uma canção de amor com a minha vida
Porque este tipo de amor vale a pena ser esperado
Não importa o quanto tempo demore, Eu sou teu
Fielmente.”

Ao decorrer da música me emocionei e fiquei impressionada. Eu pensando que estava sozinha nessa luta, me dei conta que não era a única que esperava em Deus. Depois disso pesquisei sobre esses dois, acreditando serem apenas cantores, e descobri que estava enganada. Além de compor canções, eles também eram autores e em meio a essa pesquisa encontrei um link para baixar um dos livros deles: “Romance à maneira de Deus”. Baixei, imprimi e li todo quase no mesmo dia. Foi uma “injeção de ânimo” para mim, pois nunca imaginei que outras pessoas esperassem “fielmente” em Deus. Quando falei de coincidência e providência, refiro-me principalmente a essa parte do livro, logo no início:

“E, querido leitor, nunca se soube como este livro foi cair em suas mãos. Pode ter sido simplesmente o trabalho de algum bravo mensageiro do Céu entregando-o diretamente do próprio Pai a você. Por quê? Porque talvez Ele deseja que você saiba que… Ele está escrevendo um romance só  para você neste exato momento!”

Talvez seja difícil pra alguém de fora, que não vive o que vivo ou vivi, entender o grande significado dessas palavras pra mim. Mas além do exemplo da espera em Deus, o livro traz-me outra grande alegria: a certeza de que eu não estou esperando em vão! Afinal, os autores Eric e Leslie Ludy são casados, e sua história de amor foi escrita pelas mãos de Deus, porque eles permitiram que Ele a escrevesse.

O segundo livro que li deles foi “Sua perfeita fidelidade”, cujo título faz referência à perfeita fidelidade de Deus para com seus filhos, e também descreve a linda  história de amor do casal. Não foi tão impactante quanto o primeiro, mas  me fez ver que histórias de amor não existem apenas em telas de cinema ou nos contos de fada, são muitos os exemplos reais de histórias belas, onde um se torna o príncipe para sua companheira e vice-versa.

Dessa vez, não foi a beleza das histórias que me chamou atenção nos livros; o fato de eles terem marcado tanto assim a minha vida foi por terem chegado na hora certa, no momento em que eu mais precisava.  Por isso disse no início que nada é coincidência, tudo é providência. Acontecem coisas em nossas vidas que costumamos chamar de “destino”, e em outras ocasiões dizemos que é coincidência. Em ambos, estamos enganados, tudo isso nada mais é do que a Providência Divina marcando presença na nossa vida. Pois Deus age à maneira d’Ele, tanto que às vezes, nas nossas limitações humanas, não conseguimos entender os seus sinais.

Não estou querendo com isso, fazer uma pregação sobre Deus ou coisa do tipo, mas eu acredito que até mesmo alguém que não acredita n’Ele já sentiu isso, talvez não na leitura de um livro. Acredito que em certo momento nas nossas vidas, em algum momento, algo que lemos acabou nos causando grande impacto.

Meu objetivo “didático” nesse meu relato foi mostrar que uma leitura não serve apenas para expor uma história (seja ficção ou realidade) ou opiniões. Mas a partir dela, cada um pode extrair lições, ou aprendizados, que não se devem apenas deixar na teoria, mas serem postos em prática. É evidente que nem todos os tipos de leituras têm essa finalidade, porém, cabe a cada um de nós, perceber o que cada tipo de leitura tem para nos oferecer.

“Será que, a partir deste momento, você está disposto a se guardar para a pessoa especial? É uma escolha diária. Não será fácil, mas você pode ter certeza de que Jesus está sempre bem aí do seu lado, torcendo por você e encorajando-o em cada passo de seu caminho. Você dará o seu cobertor? Pode ser que você pense que vai se congelar até morrer, mas não existe nada que se compare com o sorriso caloroso e radiante de Jesus em retorno!”

Eric e Leslie Ludy

14 Respostas para “Eric e Leslie Ludy – A prova da perfeita fidelidade de Deus

  1. Simplesmente fascinante a sua facilidade em escrever, e mais fascinante seu texto. O trecho que mais me chamou a atenção foi : “…uma leitura não serve apenas para expor uma história (seja ficção ou realidade) ou opiniões. Mas a partir dela, cada um pode extrair lições, ou aprendizados, que não se devem apenas deixar na teoria, mas serem postos em prática.” Acredito que a partir de uma boa leitura nós aprendemos ótimas lições para toda vida, e assim espero que cada integrante desse grupo de leitores possa tirar algo desse texto (e de todos os outros claro), mas esse em especial porque vem nos ensinar algo tão fundamental nas nossas vidas, “nada é coincidência, tudo é providência”.

    Parabéns Deborah! Que Deus abençoe esse seu dom, que é escrever e fascinar.

  2. Em primeiro lugar devo parabenizar Déborah pelo seu belíssimo texto, que prova, mais uma vez, sua brilhante capacidade de lidar com palavras.
    Gostei bastante do texto, pois o tema foi muito original e bem escolhido. A “moral” do texto de que muitas leituras não servem apenas para entreter por algumas horas, mas também nos ensinar coisas sobre a vida é muito legal. E é um tema interessante também, porque hoje em dia é difícil existir pessoas que sigam esse caminho de Deus. Recentemente li no blog do Prof. Felipe Aquino (http://blog.cancaonova.com/felipeaquino/), que os Jonas Brothers, Miley Cyrus (Hanna Montana), e alguns outros usam os anéis de castidade e afirmam que querem viver essa vida de perseverança (eles são evangélicos). É uma coisa muito boa de se ouvir nos tempos de hoje, grandes astros Pop que, ao fazerem suas escolhas, levaram muitos fãs a optarem também por esse caminho.
    Realmente todos já sentiram na pele que sem Deus não dá pra viver, seja não apenas pela vida casta, mas também por outros problemas, pecados, desvios, etc.
    Realmente muito bom o seu texto, porque trouxe variedade pro nosso blog, com um tema muito legal.
    Espero que muitos leiam e reflitam sobre esta mensagem.
    Muito bom😀

  3. Que texto lindo Déborah! Parabéns.
    De fato, há livros, ou até mesmo pequenos textos que nos fazem refletir sobre nós mesmos. É cada vez menor o tempo que as pessoas reservam para Deus, e quando surge uma história como essa de Érick e Leslie Ludy, comove até os mais incrédulos. Até a parte que eu li no livro, achei mais interessante quando ela fala sobre preservar os sentimentos (o coração mesmo) intactos para a pessoa certa, e faz uma comparação com um diamante valioso. Se a pessoa recebesse um diamante onde guardaria? Num copinho de plástico descartável, ou num copo forte e seguro de prata? E, infelizmente, vê-se muitas pessoas guardando-os em “copos descartáveis”, e uma consciência crítica não basta para alertar de que o “copinho” é o lugar errado. Só tendo uma vida em Deus, é possível se guardar, tanto fisicamente quanto emocionalmente.
    Muito bom seu texto Deby. Serviu para mostrar outra vertente da literatura.
    Perfeito!😉

  4. Parabéns, Déborah.

    Belíssimo texto, muito bem escrito, mas o que mais me chama atenção (e deve chamar) é o conteúdo. O que você fala, para o mundo, está completamente fora de moda. Infelizmente a coisa mais comum hoje é não ser de ninguém, não esperar. O mundo vive uma urgência esmagadora, e a paciência é uma virtude há muito esquecida. Só se sabe viver o momento, o já; só se valoriza as sensações intensas e fugazes. O maldito “carpe diem” é o mote dessa juventude sem cérebro.

    Esperar…
    Crer…
    Ouvir…
    Calar…
    Confiar…

    São poucos os que embarcam nessa aventura.

    Um depoimento pessoal como esse seu, vindo de uma garota de 19 anos, bonita e inteligente, choca o mundo e alegra o céu. Eu me sinto orgulhoso de ser seu irmão, de saber que você é Sal da Terra. Você não veio ao mundo para ser mais um, mas para dar gosto às coisas, para ser diferente, porque crê em Deus, que tudo provê e que muito nos ama.

    E por falar em Deus, como é difícil, nos dias de hoje, falar dEle. Vi hoje no Globo Esporte a entrevista com os familiares de Felipe Massa, que se acidentou no Domingo. Sua esposa agradecia pelas orações dos torcedores. Ela estava com um crucifixo e um terço no pescoço. Visivelmente emocionada, ao final da entrevista, ela agradecia pela sorte de seu esposo não ter morrido, porque “Ele” havia cuidado de Felipe, e repetia que temos que agradecer a “Ele” por Felipe não estar morto agora. Por que ela não disse simplesmente “Deus” ou “Jesus”?

    Parece que falar esses dois nomes é tão grave quanto contar uma piada racista ou negar o holocausto, ou mesmo falar algum palavrão na TV! Com mais frequência do que gostaria, vejo na mídia pessoas falando de um “Ser Superior”, de um “Cara”, “dEle”, mas ninguém tem coragem de falar em Deus, pra não parecer fora de moda.

    Parabéns, Déborah, por nos lembrar que, antes de qualquer conhecimento literário, precisamos conhecer a Deus. Uma vida sem conhecer os livros realmente seria limitada, mas uma vida sem Deus, é a morte. Precisamos ter coragem de assumir isso nas nossas vidas.

    Deus a abençoe, minha irmã! Espera no Senhor!

  5. Realmente Déborah, quero também parabenizá-la não só pelo texto que em si esta muito bonito e esclarecedor, mas também pelo conteúdo que você se prestou a compartilhar mesmo ele esclarecendo coisas da sua propria vida.

    Acho também que é importantíssimo o fato de você estar dando este tipo de testemunho num blog como esse, afinal todos nós precisamos de um verdadeiro guia que nos auxilie e nos apoie, e o que me tocou nesse texto não foi apenas o fato de que precisamos ter fé e preseverança na nossa paciencia que as vezes é falivel, mas também que, durante esse tempo, precisamos nos guardar de forma tal a nos manter dignos do que Deus tem reservado para nós.

    Confesso que estou passando pela mesma fase, e o que eu aprendi e estou aprendendo, é que na verdade o difícil mesmo não é nem esperar, e sim descobrir o que se espera, não em termos de a pessoa ser feia ou bonita, mas sim termos do que é necessario a minha auto-realizaçao terrena junto a Deus, podendo ser junto a alguem que eu ame ou não. E acho que pra a passoa fazer essa descoberta ela não pode dar ouvidos somente a vontade dela, e o que muita gente não nota, a vontade dos outros.

    Para concluir, apesar de eu não ter lido este livro, deu pra ter uma boa impressão do mesmo, afinal todos nós precisamos de um testemunho, como este em especial, onde muitos jovens estão perdendo a sua fé e estão “queimando etapas”.

    Parabéns pelo texto novamente e obrigado !

  6. Nossa, Debora fiquei fascinada com seu texto,realmente é muito lindo. Ao ler o seu texto pude perceber como realmente o mundo precisa de pessoas com esse tipo de pensamento,de esperar no Senhor.Para mim essa sua postura se chama maturidade e esse conceito Deus se aproveita de uma forma bem especial que só vai te trazer felicidade.A parte que me chamou mais atenção foi quando você afirmou que deixaria Deus “escrever a minha história” ,que lindo,você é uma mulher de Deus nunca tive duvidas. Você sempre me surpreende.
    Parabéns!!!!!!

  7. Obrigado a todos pelos comentários!

    Me alegro por saber que o texto agradou tanto assim, afinal eu pensava que o tema abordado não era tão interessante quanto os demais, ou que no final eu parecesse uma “bobinha sonhadora”.
    Seus comentários e suas considerações me dão força e me animam. Me fazem ver que essa minha “filosofia de vida” não é assim tão utópica.
    Quanto ao modo de escrever, eu fui abençoada com esse dom, e tento ao máximo fazer com que o meu leitor entenda o meu ponto de vista, para que assim, ele possa criar o seu próprio.

    Mais uma vez obrigada a todos, e garanto que continuarei tentando melhorar os meus textos!^^

  8. Me emocionei..
    Tbm sou cristã e vivi uma história parecida.
    Me relacionei com uma pessoa três anos achando que Deus estava presente em nosso relacionamento, me enganei. Deus realmente queria está mas nós não O deixava se fazer. Teve um fim terrivél (principalmente pra mim!), achei que nunca mais iria me relacionar com outra pessoa e ser feliz!
    Um belo dia fui para um retiro, cujo tema era ALEGRIA (o que estava faltando em mim), Deus falou comigo de uma forma especial e me proporcionou conhecer alguém. Já faz trsês meses que estamos juntos e temos colocado o Senhor Jesus como primasia em nossas vidas!

    Deus é fiel e cumpre as suas promessas em nossas vidas, basta dar lugar a Ele!

    Lindo texto!”)

    • É isso aí Thamiris! Não podemos duvidar do poder de Deus nas nossas vidas. Porém, não podemos esperar sentados as Suas bençãos. Temos que lutar, buscar o que é de Deus, viver n’Ele, sob a vontade d’ele. O mundo oferece vários caminhos alternativos, mas só o da porta estreia, só o caminho de Deus traz a felicidade verdadeira!

      Boa sorte pra você e seu namorado, que esse relacionamento seja abençoado por Deus!
      Grande Abraço!

      Ah! E obrigada ^^

  9. Olá.Parabens belas palavras escritas …amei perfeito, estou no momento da minha vida que preciso ler, ouvir td que vem do senhor JESUS suas palavras confortaram muitos corações, gostaria de saber qual foi o saite que vc conseguiu baixar o livro, se puder me dizer agradeço, bjos fique com a paz do senhor…amém…:)

    • Obrigada!
      Que bom que gostou do meu texto, fico feliz que minhas palavras tenham te tocado tanto assim. Se o momento que está passando na sua vida é difícil, não tenha dúvida que a melhor ajuda só pode vim de Jesus! Faz certo em procurá-lo!
      Bem, na verdade eu nem me lembro mais qual o site que baixei o livro deles, porém, mande-me seu e-mail, assim eu mandarei o livro, já que o tenho no meu PC. Ok?

      Fique com Deus você também!
      t+

  10. Eu quero deixar este comentário aqui…já sou casada há 5 anos, não nasci e nem cresci num berço cristão e fiz muitsa besteiras na vida.
    Mas um dia abri meu coração para Jesus, e durante o tempo em que passei na presença Dele solteira, quiz dedicar toda minha vida a Ele e esperar o melhor Dele para mim, confiando…
    Irmão, como valeu a pena, como foi especial e tem sido especial, não foi fácil, principlamente por eu ja ter conhecido antes o mundo e todas as ilusões que ele nos oferece, mas Deus realmente tinha uma história para mim, eu confiei em Sua sabedoria e amor… e Ele, no momento certo me abençoou com um homem de Deus e hoje somos uma família (estou gravida de 8 meses de uma menina), que ama e sabe que pode confiar no seu Senhor…Vale a pena esperar…obrigada Deus.

    • Como é bom ouvir testemunhos como esse. São histórias como essas que me faz ter a certeza que Deus sempre cumpre suas promessas. Que bom que você tomou essa decisão Lucilene! Que Deus continue abençoando você e sua família!

      Bem, apesar dos dois terem família cristãs, tanto Eric quanto Leslie eram, digamos assim, pessoas normais. Iam à festas, ficavam com pessoas que nem conheciam, mantendo, no entanto, a sua castidade. E a história deles vem mostrar justamente isso: não é necessário nascer um “santo” pra poder esperar que Deus te dê as bençãos d’Ele. Muito pelo contrário, já que ninguém nasce santo, depende da decisão de cada um, se quer ou não seguir a vontade de Deus.

      Não importa se você já ficou com outras pessoas e não esperou fielmente a pessoa de Deus. E mesmo que não tenha guardado sua castidade, Deus está sempre pronto pra te dar mais uma chance. É evidente que quanto mais “erros” você cometeu, ou quanto mais você provou as coisas do mundo, mais difícil será pra você. Mas aí é que está a melhor parte, quando se entregar completamente a Deus, terás uma surpresa e tanto. Será feliz de uma forma que nunca foi. Por que será uma felicidade que vem de dentro, do coração, e não de fora, das coisas passageiras do mundo.

      E a todos que Leem nosso blog, e chegou a ler esse texto, deixo a seguinte mensagem: NÃO DESISTA! Não pense que o melhor vem de graça, você tem que lutar! Tem que merecer! Então, faça por merecer o melhor que Deus tem para você!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s