Considerações sobre mais uma rodada

 Essa foi uma rodada especial, não tenho dúvidas. Falar sobre os sete pecados capitais poderia resultar em textos insossos e sem vida, mas o que vimos foram textos vibrantes e altamente criativos. O resultado se manifesta no número de comentários. Todos os textos tiveram 8 ou 9 comentários (à exceção do texto de Vinícius, cujo prazo para comentários ainda não se esgotou), o que demonstra que houve quem comentasse mais de uma vez. Observando os comentários, percebi que ocorreram diálogos: alguém dava a sua opinião, o outro respondia, em seguida mais alguém entrava na conversa. Os comentários foram bastante interativos em relação a todos os textos, o que, para mim, é um belíssimo sinal. Os temas e seus respectivos textos nos cativaram.

Tivemos dois textos mais “tradicionais”, sobre a Gula e a Inveja, um texto bem diferente, incluindo quadrinhos – sobre a Ira, e quatro contos. Isso mesmo: quatro contos!

Este fato demonstra uma tendência no blog, e parece que estamos presenciando o nascimento de alguns contadores de histórias, o que me deixa muito feliz. E o engraçado é que cada história é muito diferente uma da outra em relação ao estilo e à abordagem: Reinaldo apostou num tom humorístico, bem leve; meu conto era cheio de melancolia, mas, visto do ponto de vista de uma criança, ao mesmo tempo carregava a esperança da reconciliação, possuindo todo um sentido pedagógico; Eduardo carregou seu texto com tintas fortes, produzindo o conto mais pesado da curta e bela história do nosso blog (que venham mais, desse estilo e de outros); Renata, por fim, seguiu uma abordagem do fantástico para contar a sua história. Enquanto isso, Déborah brincou com os quadrinhos e Andréa e Vinícius preferiram não se arriscar, mantendo-se no formato que correntemente temos nos utilizados.

Atentem que isso não tira o mérito dos textos deles. Cada um tem suas preferências e todos temos o direito de fazermos escolhas. O nosso objetivo não é e nunca será elegermos o melhor e o pior da rodada: queremos sim, sermos melhores a cada rodada. Não melhores que os outros, mas melhores do que nós mesmos em relação à rodada passada.

 Percebi que esse tema foi agradável para todos, ao mesmo tempo em que todos se sentiram desafiados a apresentarem algo melhor. Esse é o espírito do blog, e é assim que devemos sempre nos sentir. Precisamos ter o compromisso com a excelência, o que significa que sempre procurarei dar ao blog o melhor de que disponho.

 Parabéns a todos nós, que refletimos sobre os pecados, ao mesmo tempo em que apuramos a nossa técnica de escrita.

 Que venham novos e maiores desafios!

Anúncios

Uma resposta para “Considerações sobre mais uma rodada

  1. Para mim o que melhor aconteceu nessa rodada, foi a diferença dos comentários em comparação as outras. Enquanto que nas rodadas passadas as opiniões pareciam querer “agradar” o criador do texto; nesta, a preocupação foi a de expressar seu pensamento. Aceitar ou não, foi questão pessoal. Criticar sempre e com fundamento – mesmo que o fundamento seja totalmente pessoal, algo que é inquestionavelmente válido. Espero que continuemos assim, porque dessa maneira nossa capacidade criticar o que nos é apresentado será aprimorado.

    Parabéns para nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s