Orgulho e Preconceito – Jane Austen

25/04/2010

por José Reinaldo do Nascimento Filho

Terminei o livro, e descobri uma coisa lendo Jane Austen: Não sou romântico! Ou melhor, não gosto muito desse tipo de romance bonitinho, no qual  o autor, no final do livro, resume em duas páginas o restante da vida dos personagens. Não sei, simplesmente não gosto. Ah, sim. Tudo termina bem, quando termina em casamento, e Orgulho e Preconceito não foge a regra.

Minha opinião. Não preciso dizer que o livro é bom. É um clássico, lembram?

23/04/2010

por José Reinaldo do Nascimento Filho

Li até agora 60% do livro.

Não é sensacional, é bom. A narrativa não é surpreendente, é convincente. A linguagem não é densa e tampouco única, é regular e honesta. Palavras complicadas e frases memoráveis? Talvez. Personagens convincentes? Elizabeth e Sr. Darcy. Quanto aos outros? Para mim, descartáveis. Arrogância da minha parte ao tratar um clássico dessa forma? De maneira alguma. Seria, então, uma crise pós-Faulkner? Nada disso. Estou sendo honesto, apenas isso. Mas o livro é bom, leiam.

Vale apena principalmente depois dessa frase:

“Seus companheiros de viagem não era capazes de fazer empalidecer a lembrança do senhor Wickham. Sir William Lucas e sua filha Maria, moça bem-humorada mas de cabeça tão oca quanto o pai, nada tinham a dizer que fosse digno de atenção, e o que eles falavam produzia em Elizabeth o mesmo prazer que o arrastar de uma cadeira”.

Essa aqui é ótima!

Anúncios

8 Respostas para “Orgulho e Preconceito – Jane Austen

  1. Com todas as recomendações hesitantes, tenho certeza de que minha identificação com este tipo de personagem (a protagonista mesmo) será plena…

    Logo, deixo Jane Austen para um dia de felicidade futuro e imaginário…

    WPC>

  2. Eu ainda lerei Orgulho e Preconceito em respeito à fama da qual desfruta Jane Austen e considerando a bela experiência cinematográfica que foi assistir ao filme no cinema. Confesso que, baseado na leitura de Razão e Sensibilidade, o ímpeto que tinha de ler a autora inglesa arrefeceu bastante. Não vou me atrever a emitir qualquer opinião desabonadora, pois se os críticos, leitores e escritores, aos longos das décadas, têm se rendido à magia de Austen, o “problema” só pode estar em mim. Neste caso deixo claro que não se trata de um problema exatamente, mas de questão de gosto.

  3. Confesso que sob o ponto de vista eu não sou romântica, nem a própria Jane era romântica. Porém, a autora usava bastante os romances e amores para ilustrar suas histórias.

  4. Pingback: O Vendedor de Passados – José Eduardo Agualusa | Catálise Crítica

  5. Concordei em parte com essa crítica, mas em outra parte não irei concordar. A obra Orgulho e Preconceito é sem dúvida envolvente, inteligente e com um toque de ironia atípica á época em que foi escrita. Eu sou muito eclética em relação a livros, e não sou ignorante ao ponto de dizer que essa obra não foi surpreendente. Em suma, Orgulho e Preconceito mereceu ser eternizada ao lado de Shakespeare, Faulkner, Brontë e tantos outros.

    • Obrigado pela opinião, Isabela. Claro que não pretendemos, aqui no blog, tirar os méritos de uma obra consagrada pela crítica de todos os tempos. Eu li Razão e Sensibilidade e o estilo não me apetece, apesar de reconhecer a qualidade da obra. Jane Austen faz parte do dito cânone ocidental, e não é a nossa opinião (ou o nosso gosto literário) que vai mudar isso.

      Obrigado pela visita e volte sempre ao blog!

  6. Realmente, não é tão elaborada quanto obras de Faukner ou Woof. Apesar disso gostei bastante de ler. Realmente trata-se de um romance, e ate o indiquei a minha namorada ehehe.

    Tem um humor sarcástico e uma levada bem gostosa pra ler…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s