Os Magos – Lev Grossman

 José Leonardo Ribeiro Nascimento

Ainda no Shopping Iguatemi, na mesma livraria (vide post anterior), escolhi um livro para Eduardo, que aniversaria no final desse mês. Sabedor de suas preferências por livros de fantasia, escolhi “Os Magos”, de Lev Grossman. Havia vários outros livros na área de fantasia, mas me chamou a atenção o elogio na capa, vindo de George R. R. Martin, autor da série A Song of Ice and Fire, cujo primeiro livro, A Game of Thrones (aqui intitulado A Guerra dos Tronos) acabou de receber tradução no Brasil:

“Os Magos está para Harry Potter como uma dose de uísque puro malte está para uma xícara de chá.” 

Nunca li e creio que nunca lerei Harry Potter, mas li os dois primeiros livros da série de George R. R. Martin e gostei muito, mas muito mesmo (o primeiro post desse blog fala dessa série, confira clicando aqui).

Olhando as referências do autor, vi que ele estudou em Harvard e é Doutor em Literatura Comparada por Yale, o que pelo menos indica (eu disse indica) que ele não é estúpido. Vi que o livro faz homenagem ao gênero fantasia e resolvi arriscar. Acabei devorando o livro antes que meu irmão pudesse ler.

Também por conta disse não vou falar muito sobre a trama, apenas que há reviravoltas e que o autor realmente faz muitas referências, que vão de Harry Potter às Crônicas de Nárnia, passando por Senhor dos Anéis e até pelo universo de D&D (essa a mais legal de todas, na minha opinião).

Não se trata de um livro infantil, há sexo e drogas, como diz a orelha do próprio livro, mas no fundo é a jornada do herói revisitada. Há momentos em que percebo que o autor perde um pouco o controle da narrativa, mas a história toda é muito bem pensada. O livro, que tem cerca de 450 páginas é dividido em quatro partes. A primeira ocupa mais de metade do volume, e narra a etapa de treinamento (lembra bastante Nascido para Matar, de Kubrick). As outras três trazem reviravoltas e mais reviravoltas, e no final das contas, tive a certeza de que não desperdicei meu tempo: gostei demais do livro.

O resto, deixo para Eduardo contar quando ele ler (olhe que você já está devendo O Nome do Vento, que também já li e gostei demais!);

Anúncios

9 Respostas para “Os Magos – Lev Grossman

  1. (risos)

    Eu também tenho problemas com o gênero, por causa do belicismo imposto num universo infantil (a série passada em Nárnia me causa arrepios!), mas tenho certeza de que o Eduardo gemerá de satisfação ao ler isto (risos(. Tua descrição promete! Mas, definitivamente, não entendi a comparação destacada pelo crítico da obra: isto é um elogio ou um demérito? (risos) Sou amante de chás e jamais beberei whisky, logo, para mim, o sentido da frase é deturpado (risos)

    WPC>

  2. Farei o possível para ler esse livro em breve… Infelizmente temos um grande “defeito”: gostamos tanto de livros que compramos vários sem ler os anteriores, então hoje cheguei a máxima de ter 17 livros novos na estante ainda por ler. Depois de A Guerra dos Tronos, esse será entrará de imediato em minha mochila. Ansioso pela leitura.. 😀

  3. Pingback: Os Magos – Lev Grossman | Catálise Crítica

  4. Pingback: Top 10 – Livros – Eduardo « Catálise Crítica

  5. Pingback: O Rei Mago – Lev Grossman « Catálise Crítica

  6. Pingback: O Rei Mago – Lev Grossman « Catálise Crítica

  7. Pingback: Sorteio Especial: 4 anos do Catálise Crítica!!!!! | Catálise Crítica

  8. Pingback: Resenha – Os Magos – Lev Grossman – uma releitura | Catálise Crítica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s