Alexandre Dumas Filho e H. P. Lovecraft

Por José Reinaldo do Nascimento Filho

Na quarta-feira passada eu escrevi que na minha cidade, às vezes, acontecem escabrosidades (vide o post aqui): há quase um ano, por exemplo, uma conhecida da minha família fugiu com um homem após longos anos de viuvez; no final do mês passado fiquei trabalhando até a madrugada na prefeitura, e no dia seguinte uma das funcionárias perguntou a mim se, por ventura, eu não teria ouvido os gemidos de uma ex-funcionária, agora fantasma; na semana passada, uma mulher foi morta com um tiro entre os olhos; e, para finalizar, ontem à tarde uma jovem de 19 anos – que, detalhe, sofria na mão do marido e tinha depressão – enforcou-se numa casa velha, numa rua atrás da prefeitura.

Pensando nesses recentes acontecimentos, resolvi ler algum conto que fugisse dessas imagens tão perturbadoras; todavia, não logrei êxito. Na minha busca por uma leitura diferenciada e “light”, acabei por me deparar com dois contos de autores ainda não lidos por mim: Alexandre Dumas Filho e H. P. Lovecraft. Os dois textos (de títulos bem sugestivos, diga-se de passagem) foram “O enforcado de La Piroche” e “O chamado de Cthulhu”. O primeiro, narra  a curiosa história de um condenado à forca que, após cumprir a sua pena, sumiu do patíbulo, deixando todos na vila a especular o que realmente teria acontecido ao criminoso “enforcado”; enquanto que no segundo, um narrador em primeira pessoa nos relata como conheceu e se deparou com os mistérios envolvendo a criatura Cthulhu.

Meu Deus, o que dizer… Do jeito que as coisas estão, não duvido que, no final desse mês, a fantasma da prefeitura dês as caras na minha sala e me deseje um “Booooom trabaaaalho, meeeeu fiiiiilhooo“.

Ps: Ainda não tive o prazer de ver nenhuma pessoa enforcada ao vivo.

Ps2: Eduardo irá comentar sobre o famoso livro de RPG – Terror.

Confira os dois contos abaixo:

O enforcado de La Pirochehttp://contosdocovil.wordpress.com/2008/06/24/441/

O chamado de Cthulhohttp://contosdocovil.wordpress.com/2008/10/04/o-chamado-de-cthulhu/

Anúncios

2 Respostas para “Alexandre Dumas Filho e H. P. Lovecraft

  1. Lovecraft é um dos autores que ainda quero conhecer toda a obra (ao menos uma boa parte…). Já conhecia o Blog contos do covil, inclusive já havia lido a “prévia” do livro Dagon, de Lovecraft, que eles têm no acervo.

    Cumprindo o que Reinaldo colocou no texto, Ctulhu é uma das criaturas míticas mais ameaçadoras dos RPGs. Há vários que foram baseados nos contos de Lovecraft, mas os melhores com certeza são o ótimo Call of Ctulhu, e o recentemente lançado no Brasil O Rastro de Ctulhu. Ótimos RPGs que simulam muito bem a insanidade da obra deste autor.

    Quanto ao primeiro conto, eu ainda não li nada do filho, mas o pai é um de meus autores preferidos, apesar de só ter lido três livros dele. Vou ler com certeza, e depois comento melhor.

  2. Cuidado com os prazeres que deseja, visse?
    (risos)
    Amo o Lovecraft! Este sobrenome é perfeito!
    Um de meus filmes preferidos de infância é baseado nele: RE-ANIMATOR – A HORA DOS MORTOS-VIVOS : genial!

    WPC>

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s