FaceBook, Piadas Internas e Gatos Pretos

Por José Reinaldo do Nascimento Filho

Hoje a minha bela irmã surpreendeu-se negativamente comigo. Segundo ela, estou utilizando o Facebook de forma “errada e ridícula e idiota”; pois postar mensagens que aludam a meus afazeres no trabalho, ou a quaisquer contatos quase que imediatos com fantasmas em prefeituras escuras enquanto trabalho à noite fazendo hora extra, a frases absurdamente geniais do meu Pai, a músicas românticas de Zumbis devoradores de cérebro, não interessam a seu ninguém, e que o mais sensato a se fazer, é utilizar esse sítio virtual para deixar links de coisas que realmente sãp interessantes (diga-se: alguns vídeos, textos, blogs etc).

Discordo peremptoriamente dela. Para mim, o “Face” nos possibilita, não somente a troca de mensagens e recadinhos e gracejos e cantadas e fotos e cutucadas, como também amplia o contato (quase que imediato) com “coisas” antes não tão próximas, impensáveis e prenhes de… de… 

Pode parecer tolice, mas no momento que escrevo…

  • “Hit do Zombie: Eu vou comer o seu cérebro, meu amor!!!! Eu vou comer o seu cérebro!!!”;
  • “Fiquei sem reação. Juntou a fome com o medo de cagar” by Painho;
  • “Sorriam, professores de Paripiranga, o Plano Carreira está quase pronto… Mais algumas horas, e tudo estará pronto… Aleluia irmãos????!!!!!”;
  • “Acabei de “ver” um fantasma aqui na prefeitura. Cristo!!! Bem que falaram da funcionária que ficava até tarde fazendo hora extra”;
  • “EU JOGUEI DARIUS!!!!”;
  • ‎”- A veriuel mistêriô. – Chaves, você falou inglês!! Quem, eu?!”

 …é na expectativa de que, realmente, alguém se sinta interessado, atraído por algo que a maioria não entende ou não dá a mínima – e por isso acha estupidez, ridículo (que, na verdade, o é ).

Para mim, exclusivamente para mim, o FaceBook tem uma utilidade: ser o sítio das “Piadas Internas”.

A exemplo disso, postarei aqui no blog um conto de Edgar Allan Poe, O Gato Preto, e a seguinte frase no meu FaceBook: “Um gato andando sobre duas patas lembram vocês de alguma coisa?”. Visitem e vejam o resultado.     

Acesse o conto clicando aqui: http://www.gargantadaserpente.com/coral/contos/apoe_gatop.shtml

Ps: Pode até ser um desperdício de tempo; uma possibilidade jogada fora de contribuir – através dessa mídia – com conteúdos mais aproveitáveis – suplantando, assim, as merdas existentes e gratuitas que escorrem aos diretos aos nossos sentidos. Que seria muito mais legal deixar no “Face” apenas links de vídeos como esse aqui link1; ou uma poesia como essa aqui link2; ou quem sabe ainda, a possibilidade de conhecer dois ótimos e curiosos blogs aqui link 3 e aqui link 4. Mas fazer o que… Viver tem dessas. 

Anúncios

4 Respostas para “FaceBook, Piadas Internas e Gatos Pretos

  1. Reconheço o jargãozinho ao final (risos)…

    E sim, também discordo de tua irmã: o mundo interativo, tudo é válido, tudo pode revelar surpresas e estas tuas frasezinhas de gosto duvidoso (não todas, lógico – kkkk) têm um charme pessoal mui válido, daqueles charmes que chamam a atenção para referências extra-factuais: eu sou a prova viva disto, vindo aqui comentar este texto, que vi anunciado lá no Facebook (risos)

    WPC>

  2. Não entendi por que esse monte de besteira pra um post. Quer se tornar o novo PC Siqueira? 😛

    Na verdade tem horas que você coloca tanta besteira no facebook que irrita mesmo.. 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s