Carta de um defunto rico – Lima Barreto

Por José Reinaldo do Nascimento Filho

O meu avô morreu faz um mês e três dias. Hoje deveria ter acontecido a missa de sétimo dia (estranho, não?). O padre viajou e não aconteceu a celebração. Ele mandou avisar a família do falecido, mas como nem todos têm e-mail e acesso a internet ou mesmo telefone, às 19 horas lá estava a família Leal esperando na porta da igreja.

Esperaram cerca de trinta minutos, até resolverem rezar o terço na casa da viúva (a minha avó*). Mais uma vez a casa estava cheia, como estava naquele dia do velório e antes do enterro. Rezamos todos o terço. Foi lento e chato.

Quando me dei por mim, lembrei-me de que não havia postado o conto da quarta-feira. 

Hoje é 7 de setembro e faz um mês que o meu avô morreu. Pensei em Patriotismo e Morte. Pensei em Lima Barreto e o conto a “Carta de um defunto rico“.

No fim tudo deu certo. Postei o conto e ele é muito bom.

Acessem o conto aqui: http://www.releituras.com/limabarreto_defunto.asp

*Piada interna…

Ps: Amanhã irei comentá-lo. Nesse instante posto usando o pc do meu irmão e preciso ir embora para a minha casa.

Anúncios

2 Respostas para “Carta de um defunto rico – Lima Barreto

  1. Pingback: Feliz Aniversário – Clarice Lispector « Catálise Crítica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s