Algumas considerações sobre Tolkien

Por José Eduardo Ribeiro Nascimento

Hoje, 3 de janeiro de 2012, seria o aniversário de 120 anos de John Ronald Reuel Tolkien, um dos maiores escritores de literatura fantástica da história da literatura, tendo influenciado escritores, Rpgistas, desenvolvedores de jogos, diretores de cinema etc.

Tolkien nasceu na África do Sul, mudando-se para Inglaterra aos três anos. Era fascinado pela linguística desde criança, cursou a faculdade de letras, tornando-se mais tarde um dos maiores especialistas do mundo em Anglo-saxão, matéria que ensinava em Oxford, além de literatura inglesa. Foi grande estudioso da literatura nórdica, o que o tornou um dos maiores especialistas nos poemas Beowulf e Kalevala, tendo feito parte de várias sociedades de críticas literárias.

Foi grande amigo de C. S. Lewis, criador de As crônicas de Nárnia, mas sempre teve alguns problemas de ordem religiosa com este, pois Tolkien era católico, e Lewis agnóstico. Tolkien trabalhou muito na conversão do amigo, mas o máximo que conseguiu foi Lewis aderir à religião Anglicana.

Sempre apaixonado por línguas, foi claro um poliglota, e se baseou no finlandês e o galês para criar o seu idioma maior idioma: o Quenya, que tem uma gramática complexa e um vocabulário extenso, e hoje é estudado por milhares de fãs ao redor do mundo. Foi a partir das línguas que Tolkien criou Arda, cenário de O Hobbit, Senhor dos Anéis e O Silmarillion.

De minha parte possuo na estante 5 livros de Tolkien: O Senhor dos Anéis, O Hobbit, O Silmarillion, Contos Inacabados e As Aventuras de Tom Bombadil. E desejo para um futuro próximo os outros 6 já publicados no Brasil: Os filhos de Húrin, Roveramdom, Sobre histórias de Fadas, Mestre Gil de Ham, As Cartas de J.R.R. Tolkien e A Lenda de Sigurd & Gúdrun.

Esse ano vou ler o que já tenho e ainda não li de Tolkien, e reler o resto. Espero comprar/ ganhar ao menos mais um dele. E talvez começar a leitura de The Fellowship of the Ring, que ganhei ano passado de Reinaldo.

Obrigado por ter deixado esse grande legado, e que cada vez mais pessoas conheçam a Terra Média (e que ninguém mais faça comparações entre Arda e Westeros…).

Anúncios

2 Respostas para “Algumas considerações sobre Tolkien

  1. E eu, que nunca nem li o talzinho nem joguei os derivados de seu legado…

    Mas acredito fortemente na tua devoção, Eduardo, bem como na empolgação secundária do Leonardo, ah, acredito!!!!! (WPC>)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s