Resenha – A Caçada – Clive Cussler

A Caçada.indd

Por José Eduardo Ribeiro Nascimento

Esse é mais um daqueles livros que ganham o leitor pela capa. Desde a primeira vez que o vi na livraria imediatamente coloquei como “desejado” no skoob. Livros de ação me interessam. Crimes, investigação, personagens corajosos, adrenalina, cenas de grande impacto etc. Tendo isso em mente, aproveitei um fim de semana sem nada para ler, fui até a livraria e comprei o meu.

Uma coisa que me surpreendeu no livro é que ele se passa no velho oeste. Não no auge do oeste, com rebanhos de gado, arbustos rolando nas ruas desertas, pistoleiros sagazes etc., mas o final do oeste, com carros sendo um tanto comuns, cidades grandes, mas com grande parte das contendas ainda sendo resolvidas à bala. Como falei acima, eu comprei o livro pela capa e por saber que era uma história de detetives. Fora isso, nada sabia de Clive Cussler (além de ser um autor best-seller do The New York-Times, o que não quer dizer nada), e muito menos sobre o livro. Logo de cara, o cenário já me surpreendeu positivamente, por que eu gosto muito do velho oeste clássico.

Como era de se esperar, pela temática do livro, a leitura é muito rápida, e de um modo geral agradável. O livro conta uma boa história, sobre um ladrão de bancos profissional, que mata todas as testemunhas após o assalto, não deixando nenhuma pista sobre sua identidade, e Isaac Bell, o mais famoso detetive da renomada Agência Van Dorn, que é posto no caso para “caçar” esse astuto ladrão.

No fim das contas, é um livro divertido, mas não passa disso. Apesar de toda expectativa sobre o nome Isaac Bell, até mesmo na capa do livro (“uma aventura de Isaac Bell”), ele não convence. Quando nos deparamos com esse tipo de chamada, esperamos grandes personagens, com Poirot, de Agatha Christie, Lupin, de Poe, Holmes, de Doyle, ou Bourne, de  Ludlum, para citar um mais recente. Mas Isaac não tem mesmo nada de espetacular. É um detetive competente, isso é fato, mas não merece uma chamada de capa.

O livro é bom, e não me arrependo de tê-lo lido. Porém, nem autor nem personagem me conquistaram, de forma que, quando eu procurar outro livro de ação/detetive, optarei por outro autor, uma vez que o que mais me agradou no livro não foi nem o personagem, nem a história em si, mas o cenário.

Minha Avaliação:

3 estrelas em 5 

Anúncios

4 Respostas para “Resenha – A Caçada – Clive Cussler

  1. Vi um senhor lendo esse romance enquanto aguardava o avião de Florianópolis a São Paulo. Pensei até em comprar (justamente por causa da capa e pelo fato de ser uma leitura descompromissada). Não comprei. Quem sabe agora eu não leia. Pertinho assim 😀

    Att

    Reinaldo Filho

  2. Tinha uma imensa curiosidade quanto à esse livro. E acho que elaborei isso, devidamente, por causa da capa. Fato esse que não me fará lê-lo, porque esperava as mesmas coisas que você: grandes personagens. Na falta dos mesmos, fico com minha sequência de Cornwel ( alucinante!) nas Crônicas de Sharpe. São 10 livros e estou no 5º.

    Fica pra próxima! 😀

    • Tenho muita vontade de ler algo de cornwell, só não decidi ainda por qual série começar.. Rsrs

      Esse decididamente não é um livro para se impressionar. Um livro morno, boa leitura, quando não temos outra coisa melhor à nossa frente.

    • Tenho muita vontade de ler algo de cornwell, só não decidi ainda por qual série começar.. Rsrs

      Esse decididamente não é um livro para se impressionar. Um livro morno, boa leitura, quando não temos outra coisa melhor à nossa frente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s